terça-feira, julho 09, 2024

O 'Coruja do Tunnel'

"Revolução Constitucionalista

O sargento Florentino de Barros, do Batalhão Bahia, foi o único soldado que resistiu ao frio do Tunnel, tendo permanecido dentro delle durante todo tempo em que as nossas tropas ocuparam a região, hoje histórica.

Foi cognominado o 'Coruja do Tunnel' por esse facto e também por causa de sua vista poderosissima que conseguia divisar as pessôas através dos 950 metros daquelle subterrâneo de escuridão pavorosa. Era tal o seu ardor pela causa, que passava todas ás noites de vigia, sem dormir. Seus serviços foram relevantíssimos. Era a sentinella de confiança do tenente Moacyr Antonio de Moraes, official que commandava aquella posição.

Florentino de Barros evitou, com os prodigios da sua vista, um assalto ao Tunnel durante o dia, tendo supprido com galhardia a falta de binóculo na trincheira."

Relato publicado na página 3 da edição de 9 de julho de 1935 do jornal Correio Paulistano. 

Acima, a icônica imagem do Túnel da Mantiqueira em 1932, na saída pelo lado mineiro, guarnecida por combatentes paulistas durante a Revolução Constitucionalista. A imagem foi originalmente publicada em 14 de setembro de 1932 na capa do Suplemento de Rotogravura do jornal O Estado de São Paulo. Redação de Guardiões de 32.

Texto repostado de Marcelo de Lima. (Grupo História do Brasil no Facebook).

NOTA: O dia da Revolução Constitucionalista é celebrado em 9 de julho e é feriado no estado de São Paulo. Sendo o primeiro grande levante contra a administração de Getúlio Vargas e também o último grande conflito armado ocorrido no Brasil. Nesse momento as elites paulistas buscavam reconquistar o comando político que haviam perdido com a Revolução de 1930, pediam a convocação de eleições e a promulgação de uma nova Constituição. *Sendo colocada aqui pelo administrador deste blog.*

Nenhum comentário: