quinta-feira, 1 de dezembro de 2022

Hospital São Zacharias, para crianças

 
'Havia, nesta cidade, uma instituição que usurpava universais aplausos e merecidas simpatias, unânimes: era o Hospital S. Zacharias, para crianças.

No morro do Castelo, olhando para o mar, com as amplas janelas abertas, o Hospital S. Zacharias, batido fortemente pelo sol e fartamente arejado, era uma prova do quanto se pode fazer, de útil e nobre, pelas crianças pobres.

Quantos tiveram ocasião de percorrer as dependências do São Zacharias, onde asiladas, enfermeiras e irmãs caridosas se desdobravam em desvelos pela saúde das crianças, delas saíram cheios de alegria, louvando quem tanto contribuiu para a construção do estabelecimento e, igualmente, a administração da Santa Casa e a respectiva direção médica.

Demolido o Castelo, desapareceu o único hospital para crianças que o Rio de Janeiro possuía: as crianças removidas, então, para o Hospital de S. Sebastião, em grande maioria sucumbiram.

E apesar de decorridos alguns anos, já, o novo hospital, que se anunciou em substituição ao S. Zacharias, não foi ainda construído.

De certo tempo a esta parte, há, contra a secular instituição que é a Santa Casa de Misericórdia, inexplicável e injusta má vontade por parte dos poderes públicos e da população mal orientada: quase todos os favores, que por lei gozava a Santa Casa, foram suprimidos, e o próprio imposto predial lhe está sendo cobrado, esquecidos reais serviços que essa instituição tem prestado ao povo.

Sem essas vantagens de ordem pecuniária, a Santa Casa luta com sérias dificuldades e só por esforço muito louvável é que pode manter os vários hospitais, asilos, estabelecimentos de educação, etc.'

O Hospital São Zacharias foi inaugurado em 29 de junho de 1914. Nome dado em homenagem ao provedor da Santa Casa de Misericórdia, o conselheiro Zacharias de Goes e Vasconcellos (1815-1877), eminente personalidade nos tempos da Monarquia.

Fontes consultadas: "Imperdoável delonga", no Imparcial: Diario Illustrado do Rio de Janeiro e O Imparcial (RJ), 21/04/1927. Acervo da Biblioteca Nacional.

Hospital São Zacharias no Morro do Castelo. MALTA, Augusto, 11/03/1922. Imagem colorizada pelo perfil @morrodocastelo

Postado neste blog por Adinalzir Pereira Lamego.

Nenhum comentário: