segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Viajantes Estrangeiros na Zona Oeste Carioca no Século XIX

Viajantes estrangeiros na zona oeste carioca no século XIX - Adinalzir Pereira Lamego - Letra Capital.


Mais um livro sobre a História da Zona Oeste Carioca é lançado, desta vez sobre a grande quantidade de viajantes de outras nações (principalmente da Europa) que estiveram na região durante o século XIX. Desde que a Fazenda dos Jesuítas, em Santa Cruz, uma das maiores do Brasil, passou a ser Palácio de Veraneio do príncipe-regente, D. João, após a chegada da Família Real, em 1808, um grande número de pintores, cientistas e comerciantes, entre outros, passaram a conhecer a região e a registrar, tanto em quadros quanto em textos, o que viram. Todo esse material era publicado na Europa em livros que eram autênticos best-sellers para a época, estimulando mais ainda a curiosidade em torno de toda essa área que muito mais tarde seria conhecida como a Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Após contar um pouco da História dos bairros da zona oeste no início do livro, o professor Adinalzir Pereira Lamego descreve, em detalhes, a rotina das viagens de pessoas como Jean Baptiste Debret, Thomas Ender, Maria Graham, John Mawe, Spix e Von Martius, entre outros, que visitaram essas terras seja através dos rios, o principal meio de transporte na época, ou pela Estrada Real de Santa Cruz. É um material extremamente rico sobre a História do Brasil, que precisa ser conhecido não só por pesquisadores, como pelos moradores da zona oeste, o retrato de um passado histórico rico e que atraía o interesse de gente conseguiu traduzir a beleza, riqueza e variedade de uma região que, segundo John Emmanuel Pohl, oferecia "uma vista magnífica, com prazer o meu olhar percorria o imenso espelho do mar, de onde assomavam, em pitoresca beleza, as ilhas da Restinga, Madeira, Itacuruçá, Mangaratiba e, muito ao fundo, a Ilha Grande".

Adinalzir Pereira Lamego participa de duas instituições de pesquisa importantes da Zona Oeste, uma mais antiga, o Noph (Núcleo de Orientação e Pesquisa Histórica de Santa Cruz), fundado em 1983, e a Camempa (Casa da Memória Paciente), de 2015. Além disso, mantém já há bastante tempo o blog saibahistoria.blogspot.com 

Originalmente postado em Emendas e Sonetos:

Postado neste blog por Adinalzir Pereira Lamego

Nenhum comentário:

Pra quem não sabe, não lembra, ou não entendeu bem:

Ditadura Militar Brasileira  (1964–1985) A história brasileira é marcada por grandes manifestações de luta entre a população e aqu...