3.1.19

Viajantes estrangeiros na zona oeste carioca no século XIX

Por Adinalzir Pereira Lamego


Este livro se propõe a contribuir no levantamento dos relatos de viajantes estrangeiros no Rio de Janeiro do século XIX, e relacionar um conjunto de textos sobre a passagem desses viajantes pela chamada Zona Oeste Carioca. Além disso, abordamos também a análise desses relatos enquanto construções discursivas e ideológicas. Na elaboração desse trabalho, utilizamos principalmente o acervo da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, da Biblioteca do Itamarati e do Arquivo Nacional. Sendo pesquisados também outros acervos menores tais como: a Biblioteca do NOPH - Núcleo de Orientação e Pesquisa Histórica de Santa Cruz. Entre outros livros e artigos de autores locais. Além disso, percebemos um pequeno número de traduções para o português dos relatos de viajantes estrangeiros no Rio de Janeiro do século XIX se compararmos com as traduções de relatos em outras línguas. Sobretudo aqueles referentes ao século XIX. O que me levou a partir de um levantamento por mim realizado, a necessidade de fazer um trabalho relacionado a textos em português escritos também por autores locais.

ISBN: 978-85-5696-491-5

Nº de pág.: 102
Clique aqui no link para baixar em PDF ou encomendar o livro impresso. Compartilhe também para todos os seus amigos!

2 comentários:

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Fico imaginando pela ilustração como deveria ter sido uma região bela e selvagem a Zona Oeste do Rio. Sem ter lido o livro, suponho que, no início do século XIX, houvesse ali muitas florestas e mangues, embora já com trezentos anos de ocupação e algumas atividades tipo a agroindústria canavieira. Mas com o café, provavelmente deve ter ocorrido um desmatamento. Esteja eu certo, quase certo ou errado, é indiscutível as riquezas de informações que um livro como esse deve proporcionar. Um abraço

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Rodrigo Phanardzis Ancora da Luz
Agradeço pela visita e atenção Realmente o livro ficou excelente. A pesquisa foi feita com bastante carinho e dedicação. Mesmo que ainda não tenha lido. Deixo essa dica de leitura para você no ano de 2019 que se inicia. Um forte abraço para o amigo!

Inhoaíba, 26 anos do bairro

Hoje é o aniversario do nosso querido bairro, em 20/01/1993, ele foi emancipado de Campo Grande se tornando um bairro autônomo. Conhe...