29.2.12

Palco de polêmica


A carreira literária de José de Alencar (1829-1877) começou conflituosa. Em 1856, ele publicou Cartas sobre a Confederação dos Tamoios que criticavam duramente a qualidade do poema de Gonçalves de Magalhães. Sua vida política também sofreu tumultos, como o impedimento de sua candidatura ao Senado por iniciativa de D. Pedro II.

Mas as polêmicas não pararam por aí; chegou inclusive aos palcos e às capas de jornais. Ismênia dos Santos, atriz e empresária do Teatro São Luís, encomendou uma peça ao escritor em 1875. Alencar decidiu, então, tirar da gaveta O jesuíta, texto criado 14 anos antes, tendo como protagonista um inaciano que constrói um discurso de engrandecimento da pátria. A montagem do espetáculo foi encenada apenas nos dias 18 e 19 de novembro de 1875: a ausência de público fez com que ela saísse rapidamente de cartaz e, por isso, ficou conhecida como "peça maldita".

O número ínfimo de espectadores provocou a reação do autor, que, em sua coluna semanal no jornal O Globo (um homônimo do atual), acusou o povo brasileiro de ser indiferente à questão patriótica. As páginas do periódico se tornaram palco de uma briga entre Alencar e Joaquim Nabuco (1849-1910), que respondia em sua própria coluna valorizando a cultura estrangeira.


4 comentários:

Nova Expedição disse...

Gostaria de oferecer uma sugestão de matéria para o blog sobre o importante papel do Brasil na construção da Estrada Panamericana, via que liga as três Américas.
O escritor Beto Braga, encantado com a história de três herois brasileiros que, a bordo de dois automóveis Ford Modelo T, entre inúmeros desafios, conseguiram mapear e projetar a Panamericana, reuniu em seu livro, O Brasil através das Três Américas, esse momento brasileiro tão importante para o nosso país e todos os demais países americanos. No desejo de divulgar sua obra e relembrar o mundo sobre o trabalho desenvolvido de forma tão minuciosa por dois oficiais e um mecânico, em 1928, Beto Braga está refazendo a trajetória da Expedição Brasileira. O escritor está na fase final da Nova Expedição, no Chile, e até o momento conquistou a atenção de empresários, políticos e historiadores em todos os países pelos quais já passou.­ ­
Caso tenha interesse, nos colocamos à disposição para outras informações.
Abraços,


--
Assessoria Nova Expedição

Tadeu de Oliveira
(14) 9136-4736
(11) 8692-8039

Hérica Rodrigues
(14) 8138-9432

José Lima Dias Júnior disse...

Mesmo ocorrendo no século XIX, a acusação que José de Alencar faz em relação ao 'povo brasileiro de ser indiferente à questão patriótica", ainda, hoje, é uma constante. Essa devoção à pátria só é visível quando da participação do Brasil em copa do mundo ou nas olímpiadas.

Abraço,
Lima Júnior

Prof. Adinalzir disse...

A Nova Expedição
Prezado Beto Braga
Confesso que ainda não conhecia a história da construção dessa importante estrada. Agradeço a sugestão enviada e aguarde que muito em breve estarei publicando aqui.
Um grande abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado José Lima Dias Júnior
O grande escritor José de Alencar sempre foi um homem ligado as questões do seu tempo e um grande observador das reações populares. Com toda certeza ele era uma pessoa que sabia o que falava. Fico grato pela visita! Abraços!

BlogBlogs.Com.Br