12.7.09

Os volts de Alessandro Volta

.
Ontem, andei remexendo em baterias e pilhas velhas guardadas em casa, para serem levadas como lixo recilado. Foi quando me lembrei das minhas aulas de Física e de como a invenção da bateria facilitou muito a nossa vida, mas também tem lá os seus contras.

A bateria é uma célula elétrica. Células elétricas são capazes de gerar energia através de reações químicas. Uma bateria, portanto, são duas ou mais células elétricas com eletrodos negativos e positivos, um condutor de íons, e um separador.

O inventor da bateria foi Alessandro Volta, que, em 1799, criou a "pilha voltaíca" usando discos de zinco e cobre com pedaços de papelão molhados em salmoura. A idéia de Volta foi a primeira a produzir uma corrente contínua e confiável. As vezes, sequer percebemos, mas a exemplo de nomes de inventores como Diesel, Watt e outros, Volta está presente nos "volts" da bateria.

A evolução do invento deve-se aos esforços anteriores e posteriores de gênios, como Luigi Galvani, John F. Daniel e William Grove. Gaston Plante criou em 1859 a bateria recarregável. Em 1881, Carl Gassner inventou a primeira bateria seca. Novos materiais, como os alcalinos, resultaram em modelos mais potentes. Em 1954, Gerald Pearson, Calvin Fuller e Daryl Chapin criaram a primeira bateria solar.

Faróis de carro, telefone celular e até relógio do computador só funcionam por conta delas. Baterias modernas de automóvel, auxiliadas pelos dínamos do motor, podem durar a vida toda, mas o conforto sempre tem seu preço. Os resíduos químicos gerados por pilhas e baterias em geral são extremamente poluentes e nocivos à saúde humana. Os materiais alcalinos e radioativos podem causar doenças graves e, eventualmente, câncer. Por isso, fábricas de pilhas e empresas de telefonia celular promovem programas de devolução, troca e reciclagem de materiais usados. Portanto colabore. Não jogue baterias em lixo comum.

Quer saber mais sobre pilhas ou baterias? Clique aqui
.

6 comentários:

GiGi disse...

Opa, muito importante você lembrar isso! Normalmente, a gente joga mesmo as pilhas velhas e baterias no lixo comum por não saber o quanto são perigosas. E, por vezes, não sabemos para onde levá-las.

Precisamos cuidar melhor do lugar em que vivemos.

Beijinhos!

Prof. Adinalzir disse...

É isso aí. As pessoas precisam de mais consciência e educação ambiental. É por isso que o planeta Terra vai morrendo aos poucos. Você não vê os rios, o mar, as geleiras da Antártida, etc.

Beijos!

Fernanda disse...

Olá, Adinalzir

Tudo bem? Procurei um email de contato, mas como não encontrei nenhum, vou escrever por aqui mesmo. Sou da Duetto Editorial, que publica a revista História Viva. Como seu blog aborda assuntos de história, mais especificamente história do Brasil, acredito que você possa se interessar em receber nossas sugestões de pauta sobre o tema quando elas surgirem, para futuros posts. Entre em contato comigo para recebê-las, ou ainda para inserir um selinho da revista em seu blog.

Se quiser conhecer o website da História Viva, visite http://www2.uol.com.br/historiaviva.

Obrigada,
Fernanda Figueiredo
Redatora Web
fernanda.figueiredo@duettoeditorial.com.br

Prof. Adinalzir disse...

Olá, Fernanda

Gostaria de agradecer sua visita ao SaibaHistoria, um blog que assim como a História Viva, nasceu com o objetivo de divulgar o conhecimento histórico a todos os habitantes do planeta.

Conheço o trabalho de vocês e o considero, juntamente com a Revista de História da Biblioteca Nacional, os dois melhores do gênero em nosso país. Além disso, seria um prazer receber suas sugestões de pauta e inserir um selo da revista em meu blog.

Meus parabéns a Dueto Editorial pelo belo trabalho e um grande abraço!

Adinalzir Pereira Lamego
Professor de História
http://saibahistoria.blogspot.com
www.historiaecia.com
http://twitter.com/adinalzir

Anônimo disse...

é isso ai gente vamos cuidar mais do lugar em que vivemos

Prof. Adinalzir disse...

É isso aí, Anônimo!

Concordo plenamente. Inclusive com todos reciclando o lixo.

Obrigado pela visita!

BlogBlogs.Com.Br