29.4.09

Vem aí o dia do Trabalhador e mais um feriado!

.
Comemora-se anualmente no dia 1 de Maio o dia do Trabalho, em vários países do mundo, inclusive no Brasil. O que para mim não tem nada a ver, pois no Dia do Trabalho não se trabalha, o certo deveria ser Dia do Trabalhador. Como eu gosto de saber a história de tudo e como e porque são comemoradas determinadas datas, pesquisei e encontrei este significativo texto que não poderia deixar de aqui colocar:
.
"O Dia do Trabalho é comemorado no dia 1 de maio em alguns países, sendo feriado nacional em muitos deles, como no Brasil, por exemplo. A história desta data está relacionada a uma manifestação realizada no dia 1 de Maio de 1886 em Chicago, Estados Unidos, na qual milhares de pessoas reivindicavam a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. A partir deste dia, houve uma greve geral nos EUA.

A luta pelas 8 horas diárias de trabalho não parou. Em 20 de Junho de 1889, reunida em Paris, a Segunda Internacional Socialista decidiu, por proposta de Raymond Lavigne, convocar todos os anos uma manifestação com o objetivo de conseguir o que queriam.

Outros fatos que marcaram 1 de maio como o dia de luta pelos trabalhadores foram as manifestações no norte da França ocorridas em 1891, as quais resultaram na morte de dez manifestantes; e a proclamação de 1 de maio como o dia internacional de reivindicação de condições de trabalho, por parte da Internacional Socialista de Bruxelas.

Em 23 de Abril de 1919, o senado francês confirmou a jornada diária de 8 horas e anunciou o dia 1 de Maio do mesmo ano como feriado nacional.

Apesar de os Estados Unidos não reconhecerem a data como o Dia do Trabalhador, a luta dos trabalhadores fez com que o Congresso aprovasse a redução da jornada de trabalho de 16 para 8 horas diárias também.

No Brasil, em primeiro momento, o Dia do Trabalhador era um espaço dos movimentos que tinham influências do anarquismo e comunismo, como forma de protesto e crítica às estruturas sócio-econômicas do país. Com o início da Era Vargas, a movimentação aos poucos cedeu espaço para a propaganda trabalhista de Vargas, que acabou por destinar um dia de comemoração ao trabalhador."
.

Um bom feriado e que em todo o mundo haja cada vez mais oportunidades de trabalho para todos!
.

9.4.09

Uma história da Páscoa

.
Como estamos na semana santa não poderia deixar de registrar aqui uma das mais importantes datas para os cristãos em todo o mundo ocidental. Este e outros textos interessantes encontram-se no site www.historiadetudo.com do meu amigo Jean Brolly, a quem agradeço pela gentil autorização da publicação do mesmo.

"Páscoa (do hebraico “pessach”, passagem) é uma das mais importantes datas para os cristãos e para o mundo ocidental. Segundo a Bíblia, Jesus Cristo foi morto na cruz para salvar a humanidade e, após três dias, ressuscitou. A Páscoa cristã é comemorada no primeiro domingo após a primeira Lua cheia da Primavera, ou seja, entre 22 de Março e 25 de Abril. Tal data foi estabelecida pela Igreja no primeiro concílio de Nicéia, no ano de 325.

Passagem, o que é isso?
Você deve ter percebido que a palavra “páscoa” vem do hebraico “pessach”, que significa “passagem”. O que isto tem a ver com a Páscoa? Este é, justamente, o sentido da Páscoa para os judeus. Para eles, a data é a celebração da libertação do povo hebraico da escravidão do Egito. Toda a história se encontra no livro de Êxodo, no Velho Testamento. Segundo a Bíblia, Deus abriu uma passagem no Mar Vermelho para o povo hebreu passar e fugir dos egípcios. É aí que está o sentido da palavra “pessach”.

Nas antigas civilizações
Para alguns historiadores, a comemoração é mais antiga do que se imagina. Segundo eles, muitos povos realizavam festividades para marcar o fim do inverno e o início da primavera. No entanto, é claro que o sentido destas comemorações não tinha nada a ver com o da Páscoa cristã ou judaica.

E o coelhinho? E os ovos?
O coelho foi associado à Páscoa pelo fato de o mesmo ser um símbolo da fertilidade, da esperança e da vida. Esta interpretação por trás da figura do coelho é muito antiga. Já o hábito de trocar ovos surgiu na Europa, entre os cristãos primitivos. Os ovos eram presentes que simbolizavam o surgimento de uma nova vida, a ressurreição. Entretanto, estes ovos não eram comestíveis, muito menos de chocolate. Esta deliciosa tradição surgiu mais tarde, na França. No Brasil, as figuras do coelhinho e dos ovos foram trazidas por imigrantes alemães no final do século XVII."

Uma feliz Páscoa para todos!
.

Projeto original do Palácio de Santa Cruz. Rio de Janeiro - RJ.

Assim como publicado na página no dia 05 de Setembro, projeto de autoria do arquiteto inglês John Johnson, contratado no governo do Rei ...