2.10.11

O primeiro selo do imperador

.
O imperador D. Pedro II ainda tinha as barbas negras quando apareceu no selo de 1866. Apesar da intenção de membros do alto escalão, levou mais de 20 anos para que D. Pedro II fosse estampado nos selos do Império. Acreditava-se que seria mais eficiente imprimir sua imagem em materiais com maior vida útil. Acreditava-se também que lamber um símbolo da realeza para colocá-lo na carta seria moralmente impróprio.

Na Inglaterra, onde a rainha era estampada no selo Penny Black, faziam-se maldosas analogias entre o verso do selo e "o traseiro de Sua Majestade". D. Pedro II possuía altivo semblante, fartamente divulgado para relacioná-lo à integração do País. Apareceu em xícaras, rótulos de garrafas, cartas de baralho e 39 selos. O primeiro deles em 1866, ainda com as barbas negras. Foi uma inovação, já que até então somente tarifas postais eram impressas nos selos.

Texto escrito por Danilo Ribeiro Gallucci.

.

4 comentários:

José Lima Dias Júnior disse...

Prezado Adinalzir,

Pela postagem! Desconhecia tais informações. Por isso, aconselho aos leigos passarem pelo Saiba História, parada obrigatória para quem quer ficar bem informado.

Um abraço fraterno,
Prof. José Lima Dias Júnior

lucidreira disse...

Olá professor, estamos de retorno a rede após uns maus dias sem computador.
Agora está tudo em ordem.
Esse era o cara, na época tinha tudo para ser e aparecer, afinal era o Imperador.
Abraço

Prof. Adinalzir disse...

Prezado José Lima Dias Júnior
Fico muito grato pela visita e como sempre estarei ao seu inteiro dispor. Um grande abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Lucidreira
Que bom saber que a internet voltou por ai. Aqui está tudo bem e sempre com muita disposição para colocar a História ao alcance de todos.
Um grande abraço!

BlogBlogs.Com.Br