18.3.12

José Vieira Fazenda: médico, escritor e amante da cidade do Rio de Janeiro


Nascido no Rio, em 28 de abril de 1847, José Vieira Fazenda formou-se em Belas Letras e em Medicina, profissão que exerceu na Santa Casa da Misericórdia e numa clínica na Rua do Cotovelo, onde morava, e que dava acesso ao alto do Morro do Castelo, à Santa Casa e ao morro ele dedicou alguns de seus textos. Em 1895 e 1896, Vieira Fazenda foi intendente municipal, e na mesma época começou a escrever para revistas e jornais da cidade, como "A Notícia", do qual foi regular colaborador. Como bibliotecário do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), cuja sala de leitura hoje leva seu nome, Vieira Fazenda travou contato com importantes intelectuais da época, como o historiador Capistrano de Abreu, e teve acesso a documentos históricos para suas pesquisas.

Num dos textos de introdução às "Antiqualhas e memórias do Rio de Janeiro", o historiador Elysio de Oliveira Belchior atribui parte da paixão de Vieira Fazenda pelo Rio de Janeiro aos estudos no Colégio Pedro II, onde teve aulas com o escritor Joaquim Manuel de Macedo e o historiador Manuel Duarte Moreira de Azevedo, que foi membro do IHGB. Em vida, o autor publicou "Notas históricas", sobre a Associação Comercial do Rio de Janeiro (1906), "Posse do antigo Convento do Carmo" (1908), reunindo artigos publicados no "Jornal do Commercio", e um livro com textos de "A Notícia" sobre a Santa Casa da Misericórdia (1912). Os artigos de "Antiqualhas...", no entanto, foram editados apenas após sua morte, em 19 de fevereiro de 1917.



3 comentários:

LEANDRO CHH disse...

Olá meu amigo Professor Adinalzir,
Homens como José Vieira Fazenda, devem ser exemplo para os historiadores da atualidade, pois história e feita com amor...amor a sua cultura, sua literatura, sua mitologia, sua política. Então, amor por sua cidade, ao ponto de estudar sua história e fazer o máximo que estiver ao seu alcance para perservar o passado em nome daqueles que viram após nós. E felizes são os homens que são lembrandos pelos seus descentes, sejam na pequena família sanguinea ou na grande família nacional.
Um forte abraço fraterno,
Leandro CHH

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Leandro CHH
Seus comentários valiosos contribuem e muito para enriquecer o conteúdo deste blog. Fico muito grato pela visita. Um grande abraço!

Unknown disse...

Professor; inicialmente, parabéns pelo trabalho que o Sr. vem fazendo.
Gostaria de saber, caso possível, durante qual período escreveu o Vieira Fazenda para o Jornal do Commércio e se seus escritos eram publicados com sua assinatura. Preciso encontrar uma nota que me disseram foi dada por ele no Jornal do Commércio mas estou tendo dificuldades.
Agradeço antecipadamente qualquer informação.

Grande abraço.

BlogBlogs.Com.Br