17.12.11

O corsário vermelho e a Vila de Santos

.
As relações entre a Inglaterra e os países ibéricos não eram das melhores no século XVI. As pilhagens dos ingleses aos navios portugueses e espanhóis aumentavam, com a conivência da rainha Elizabeth I (1533-1603). Foi neste cenário que um corsário inglês de 23 anos pôde abalar o território americano. Em 26 de dezembro de 1591, Thomas Cavendish, homem de origem nobre, invadiu e pilhou a Vila de Santos, no atual estado de São Paulo, onde permaneceu por dois meses.

Conhecido como corsário vermelho por ser um dos invasores que mais provocaram medo, Cavendish traumatizou os habitantes da Colônia, tanto os colonos como os índios que ali residiam. Alarmes falsos de novos saques e boatos sobre seu paradeiro rondaram a vila durante meses, mas ele nunca voltou. Enquanto a lenda percorria as mentes dos temerosos, o pirata enfrentava adversidades no Sul do continente para alcançar seu verdadeiro objetivo: atravessar o Estreito de Magalhães.

Os relatos divergem sobre o seu fim. Só há certeza sobre o fracasso dessa tentativa de travessia. Mesmo com o insucesso final, ele certamente marcou a população com sua invasão. Como consequência de sua estada, até hoje os habitantes procuram o tesouro perdido que supostamente ele teria enterrado no local.


Quer saber mais? Acesse Histórias e lendas de Santos
.

10 comentários:

Tereza Vilela disse...

Prof, seu blog como sempre maravilhoso! Como aprendo por aqui.
Beijos!

Argentino Neto disse...

Desejo ao senhor boa semana e um feliz natal,
que o menino Jesus possa nascer em nossos corações a cada dia
e possa lhe conceder vitórias e saúde pro senhor e sua família.
Uma honra ter o senhor como leitor do blog. Grato por tudo!

José Lima Dias Júnior disse...

Como sempre, o blog atinge as expectativas dos leitores e internautas com excelentes textos e artigos.
Acreditando que nossa amizade seja indelével, desejo um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo repleto de paz, saúde e realizações.

Um fraternal abraço,

Prof. José Lima Dias Júnior

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Tereza Vilela
Sua visita e seu comentário é sempre uma honra por aqui. Abraços! :-)

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Professor Argentino Neto
Para mim também é uma grande honra ter você como leitor deste blog.
Que a alegria do Natal e do Ano Novo ilumine você e sua família.
Abraços fraternos! :-)

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Prof. José Lima Dias Júnior
Fico sempre muito feliz com sua visita e comentário. Que você tenha muita paz nesse Natal e um 2012 pleno de realizações. Um grande abraço!

Valdeir Almeida disse...

Professor, é sempre bom aprender história com você. Sempre a nos fazer conhecer o que os historiadores tradicionais (acadêmicos) não mostram.

Desejo-lhe um excelente Natal.

Abraços.

Angelo Dantas disse...

Caro professor, boa tarde.
Simplesmente fantastico o seu blog. Já o adicionei aos meus favoritos.
Convido-o a acessar coronelangelodantasblogspot.
Trata-se de história da polícia militar do Rio G. do Norte.
Desejo repassar algumas informações importantes ao Sr. e, para tanto, como posso entrar em contato por e-mail???
Aqui deixo o meu endereço - dantas.angelo@ig.com.br
Aguardo o vosso pronunciamento.
Att. Angelo Dantas

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Coronel Angelo Dantas
Fico muito honrado com sua visita ao Saiba História. Para mim é um prazer manter contato com pessoas que gostam de História. Já visitei seu blog e também achei excelente. Já até criei um link lá no meu. É só conferir. Para futuros contatos estarei enviando o meu e-mail e endereço pelo Hotmail. Gostaria também de comprar um exemplar do livro sobre a Cronologia da Polícia Militar, se possível com as despesas de envio inclusas.
Um grande abraço e um ótimo Natal!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Valdeir Almeida
Partilhar conhecimento de forma simples deveria ser o papel de todos os historiadores. Agradeço sua visita com sinceros votos de um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.
Um grande abraço!

BlogBlogs.Com.Br