15.11.11

O último hangar dos Zeppelins

.
Base Aérea de Santa Cruz guarda a história dos dirigíveis, que faziam rota para a Europa.

O majestoso dirígivel LZ-129 Hindenburg entrando no hangar de Santa Cruz, Rio, RJ, em 1936. Numa visão de quase ficção-científica.

O dirígivel LZ-129 Hindenburg pousando em Santa Cruz, Rio, RJ, em 1935. Com o Hangar ainda em construção.

As dimensões gigantescas impressionam. São 274 metros de comprimento e 58 de largura. Orientada no sentido Norte/Sul, a construção acima é um dos três últimos hangares de zeppelins existentes no mundo.

É uma espécie de garagem das famosas aeronaves conhecidas como dirigíveis. Localizado na Base Aérea de Santa Cruz, de estrutura alemã mas com mão-de-obra brasileira, o hangar brasileiro começou a ser construído em 1934 e foi concluído em 1936. Ao partir do Rio de Janeiro para Frankfurt, Alemanha, os zeppelins operavam a primeira linha aérea brasileira para a Europa. O incêndio do lendário Zeppelin Hindenburg, em 1937, nos Estados Unidos, acabou desativando a linha aérea dos dirigíveis.

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN, o hangar permanece sob propriedade do Comando da Aeronáutica, que já tem um projeto para reformá-lo.

Fatores climáticos, como direção dos ventos e ventilação foram responsáveis pela escolha da região de Santa Cruz para se construir o hangar. Os zeppelins partiam de Frankfurt, atracavam em Pernambuco e desciam sempre no bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Hoje o famoso hangar dos zeppelins guarda aviões de caça da Força Aérea Brasileira.

Texto de Paula Coutinho, Jornal Extra.

.

6 comentários:

José Lima Dias Júnior disse...

Hangar dos Zeppelins, exemplo do patrimônio histórico e cultural.

Abraços,
Lima Júnior

LEANDRO CHH disse...

Fantástico Professor, um local a ser preservado para todas as futuras gerações.
Sem esse objetivo a História não teria sentido!
"Pelo passado em nome do futuro" :)
Um abraço,
Leandro CHH

Prof. Adinalzir disse...

Prezado José Lima Dias Júnior
Valeu pela visita e comentário!
Abraços, :-)

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Leandro CHH
Temos todos que torcer por esse passado em nome do futuro e rezar para que a História contamine as próximas gerações! Abraços e aguarde a minha visita!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Vi alguns Zeppelins, sobrevoando, do quintal de minha casa, quando menina, em Fortaleza. A base, aqui, salvo engano, era na Barra do Ceará.
Conheço, a Base Aérea de Santa Cruz, morei 25 anos no Rio de Janeiro - de 1970 a 1995.

Excelente matéria, Prof Adinalzir.
Abraços
Lúcia

Prof. Adinalzir disse...

Prezada Lúcia Bezerra de Paiva
Eu não cheguei a ver os zeppelins, mas moro bem próximo do hangar de Santa Cruz. Fico contente em saber que você é quase uma carioca. Abraços e muito obrigado pela visita!

BlogBlogs.Com.Br