28.4.11

Revista do IHGB - 172 anos em um clique

.
Um grande banco de dados permite explorar a imensa riqueza de fontes documentais e artigos publicados na Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro desde 1839.

Em qualquer lista dos principais patrimônios culturais do Brasil, o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) sempre estará presente. A biblioteca e o arquivo da instituição preservam boa parte de nossa memória nacional. Para divulgar esse acervo e outras fontes documentais espalhadas por vários arquivos, bibliotecas e hemerotecas, o IHBG criou há 172 anos um periódico mundialmente famoso.

Bem antes da invenção da internet, coube à Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (RIHGB) organizar e disponibilizar artigos, monografias, catálogos, guias e inventários analíticos sobre os mais diversos temas da história brasileira. Riqueza que também está acessível pela grande rede.

No site do IHGB, há um banco de dados textual do conjunto do acervo. A pesquisa restrita à opção “artigos” apresenta interessantes resultados. Façamos um exercício: imaginemos um pesquisador interessado em estudar elites políticas coloniais. A busca pela palavra "governadores" retorna 19 artigos. Em meio às referências, selecionamos o texto "Catálogo dos capitães-mores e governadores da capitania do Rio Grande do Norte", publicado em 1854 na RIHGB.

Conforme mencionamos, no site do IHGB há somente o banco textual, ou seja, apenas as referências bibliográficas dos artigos. Para localizar os textos propriamente ditos, uma solução é a busca avançada do Google Livros. No campo "Procurar resultados", escreva o nome do periódico. No campo "Data", selecione o ano de 1854. Conforme é possível perceber, a visualização completa do volume da RIHGB está disponível.

Tendo em mãos a lista dos governadores, podemos navegar também no site do Conselho Ultramarino/UNB, onde se encontra vasto material documental a respeito do Rio Grande do Norte. A próxima etapa seria integrar esse material ao debate historiográfico presente na bibliografia especializada. Então, é a hora de desligar o computador e ir para a biblioteca.

Adaptação do texto de Renato Venâncio, professor da Universidade Federal de Ouro Preto.
.

8 comentários:

José Lima Dias Júnior disse...

Desde do século XIX que o IHGB tem se transformado no guardião da memória nacional, servindo de fonte de pesquisa para estudantes e historiadores.

Cordiais saudações!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Prof. José Lima Dias Júnior
O IHGB é a instituição cultural mais antiga do país, fundada em 1838, e até hoje reune especialistas nas áreas da História, Geografia e demais Ciências Sociais. Além desta atividade acadêmica, o Instituto é um centro de pesquisa, e também um centro de referência documental muito importante. Hoje em dia, a maior parte das pesquisas realizadas em História e Geografia se faz consultando-se a documentação desse Instituto.
Um grande abraço e grato pela visita!

Sua aluna Priscila disse...

Adorei o artigo Prof.Adinalzir.
Traz muitas informações que eu não conhecia. Beijos, :D

Prof. Adinalzir disse...

Valeu, Priscila!
Achei muito legal a sua visita e comentário. Volte sempre.
Beijos para você também!

Prof. Fabiano Reis disse...

Olá professor sempre é uma felicidade receber elogios no blog de uma pessoa com seu gabarito, obrigado e parabéns pelo seu blog historico.

Prof. Adinalzir disse...

Caro Prof. Fabiano Reis
Grato por sua visita e comentários elogiosos. Com muita vida e luz para o seu blog.
Um fraternal abraço! :-)

LEANDRO CHH disse...

Grande dica Professor, essa da IHGB.É sempre com gratidão que recebo suas visitas.
História Sempre!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Leandro CHH
Fico grato com sua visita. E que estejamos sempre juntos na blogosfera.
Abraços!

BlogBlogs.Com.Br