25.2.11

Pelo fim das tiranias no mundo

.
Um parte do mundo que ainda vive sob domínio das ditaturas parece que dessa vez acordou. Dizem não à chibata, querem a liberdade. E os tiranos, acostumados a manter suas populações ajoelhadas, inconformados, fazem de tudo para não perder as mordomias.

Destilando fúria, gritam que só sairão de seus palácios mortos. Combatem seus opositores com canhões e bombas, matando seus compatriotas que apenas querem sentir o sabor da liberdade. É preciso pôr fim a essas tiranias. Estamos no século XXI. É preciso dar um basta nesses regimes cruéis, onde famílias se perpetuam no poder, vivendo no luxo, enquanto o povo vive na miséria.


Seria bom que os governantes dos países onde o poder emana do povo e em seu nome é exercido não fiquem dando tapinhas nas costas desses líderes autoritários que não permitem que seus irmãos tenham vontade. É preciso urgentemente globalizar a democracia.

Clique e saiba mais sobre as revoltas no mundo árabe
.

18 comentários:

Hebert Rocha disse...

Como bem me disse o senhor, essas "feras" devem ser destronadas o mais rápido possível. Até o poder das armas, que por eles foi tão determinante na consumação de seus golpes de estado, está se voltando contra os próprios. O povo está enxergando algo que por eles parecia distante, a liberdade.

parabéns pelo texto professor
grande abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Hebert Rocha
Infelizmente, o terror em efeito cascata segue com sangue e areia no deserto. O coronel Kadafi, um bom exemplo de sanguinário por profissão, exterminador dos beduínos, continua com sua escalada de violência, executando civis com caças e tanques pesados e bombardeando inocentes. Em breve teremos o fim de seu reinado manchado de sangue. Estamos vendo um replay recente do Egito com ingredientes semelhantes. Acabar com essas ditaduras é uma questão de tempo. Fico muito grato com sua visita. Um grande abraço!

LEANDRO disse...

É isso ai Professor, abaixo aos tiranos e suas tiranias. Não há mais espaço para seus atos sanguinários no mundo.
Kadafi e outros como ele devem ser "destronados" o mais rápido possível para que seus atos perniciosos para a humanidade acabem.
Um abraço,
Leandro

José Lima Dias Júnior disse...

Olá, Professor Adinalzir!

Protestos pacíficos contra os regimes autocráticos se espalham por quase todo o Oriente Médio (Bahrein, Líbia, Iêmen, entre outros). A onda extraordinária popular em busca de libertação (liberdade de expressão, de pensamento, fazer parte das decisões políticas, possibilidade de moradia, saúde, emprego e dignidade) parece mais uma "tsunami" social.

Autocracia literalmente significa a partir dos radicais gregos autos (por si próprio), kratos (poder), poder por si próprio. É uma forma de governo na qual um único homem detém o poder supremo. Ele tem controle absoluto em todos os níveis de governo, sem o consentimento dos governados. O sentido do termo tem uma denotação histórica concreta e política que convergem em muitos pontos (Wikipédia).

Em contrapartida, os regimes autocráticos responde com violência as manifestações populares. O governo do ditador Muammar al-Kadafi, há mais de 40 anos no poder, inibe a população com o corte drástico ao acesso a comunicação com o mundo externo, via internet, linhas telefônicas e redes sociais. Tudo isso, em nome do poder absoluto, onde todos devem obedecer suas ordens sem questionar.

Diante das perseguições e atos violentos, os manifestantes não se intimidam. É por meio da comunicação via satélite, que as pessoas expõe a violência descarada, insolente do regime ditatorial. Todos os meios repressivos são utilizados pelo governo de Kadafi, desde o uso da Força Aérea (empregada para bombardear setores da capital Tripoli) até o assassinato de civis. "Os aviões de guerra e os helicópteros estão bombardeando indiscriminadamente um setor após outro. Há muitos mortos", disse um das testemunhas citados pela televisão "Al Jazeera".

É necessário, urgente, que a ONU, através de seus membros, impeçam que "os momentos de violência se transformem em tragédia". Que se proiba a censura, que o povo não seja impedido de se organizar publicamente para reivindicar seus direitos e comunicar ao mundo os atos insanos dos governos nos quais estão submetidos.

Um abraço fraternal!!!
Prof. Lima Júnior

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Prof. Leandro
Nos últimos anos, o coronel Muamar Kadafi apareceu ao mundo não mais como um terrorista, mas como o esperto ditador de uma Líbia disposta a mudar o jogo. Ele abandonou seu projeto de ter a bomba atômica e escancarou o país aos investimentos ocidentais. Em troca, recebeu o perdão da história, na forma da visita de chefes de Estado e ministros importantes de países que antes lhe eram hostis. Desse modo, embora sendo um sujeito com todos os predicados de um tirano, foi legitimado e deu-se ao luxo de posar de excêntrico engraçadinho, hospedando-se em sua tenda aonde quer que vá e comprando mulheres para animar suas festas.

Já os líbios não viam seu ditador da mesma forma e resolveram que chegou a hora de reagir. Como resultado, Kadafi arrancou a máscara que usou nesses últimos tempos e revelou-se aquilo que sempre foi: um ditador sanguinário, que considera o seu próprio povo um atraso de vida.

Quem apertou sua mão e colaborou com a farsa de sua transformação é cúmplice dessa selvageria. E essa lista é longa, inclui Tony Blair, Condoleezza Rice, Barack Obama e até o nosso ex-presidente Lula.
Um grande abraço e muito obrigado pela visita!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Prof. José Lima Dias Júnior
Só um milagre, realizado num mar de sangue, irá segurar Muamar Kadafi no poder. O mundo já o trata como o ex-governante da Líbia. Sua brutal reação aos protestos só irá apressar o seu fim. Ah! Sr.Muamar Kadafi. A justiça tarda mas não falha nunca, o seu dia chegará.
Há todos os tipos de tirania no mundo e todos os povos precisam buscar a sua própria liberdade.
O povo árabe merece ser livre, livres dos opressores, livres da tirania, livres do fanatismo religioso.
Por trás do fanatismo religioso dos muçulmanos terroristas que são a minoria, sempre existirá um tirano dando o apoio ocultamente.
Entretanto, acho extremamente importante que o povo árabe desperte para essa realidade de serem livres.
Grato pela visita, um grande abraço e um ótimo final de semana!

Victor Faria disse...

É isso aí, professor!
Todos têm direito à democracia!
Abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Victor Faria
Concordo plenamente. Em alguns países, como a Líbia, não existe uma oposição organizada. De modo que, acredito que essa democracia aos poucos irá conquistando o seu espaço.
Abraços e muito obrigado pela visita!

Leonardo Oliveira disse...

E quem pensa que a Ditadura acabou aqui no Brasil está enganado. Vivemos uma no futebol que nos tempos atuais manda e desmanda no cenário político brasileiro. Vamos ver se, diferente do Lula, a Dilma dá uma basta nisso. Um grande abraço Professor Adinalzir.

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Leonardo Oliveira
Realmente, a ditatura no Brasil ainda está presente em todas as camadas sociais e até mesmo nas nossas classes políticas. Ainda acredito que a verdadeira democracia só virá através da educação.
Valeu, meu amigo, pela visita!

lucidreira disse...

Reconheço e dou fé! Se caso depender de nós ocidentais daremos o nosso vultoso exemplo.
E viva nós da lado de cá...
Matéria pertinente e válida.
Abraço

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Lucidreira
E vamos sempre permanecer do lado de cá. Sempre livre e sem tirania. Muito obrigado pela visita!

1143 disse...

Salazar foi um bom português e tudo fez pelo bem da sua nação , Salazar destoa numa imagem onde está rodeado por criminosos que têm sangue de vitimas inocentes nas suas mãos , parece-me que não conhece bem esta figura eleita por nós Portugueses o melhor português de sempre , existem sempre vozes contrarias mas cada vez são menos , hoje percebemos que fomos enganados pela geração que fez o 25 de abril e enlutou esta que foi uma grande nação , já sabe das manifestações aqui em Portugal? também vai por aí as fotos dos traidores da nação que nós governam nesta que é a 3ªrepublica ?esses sim deviam estar aí , Salazar não é de maneira nenhuma um Hitler , Estaline , Fidel etc . em quê se baseia ? gostava que provasse em links o porquê da comparação , deixo o desafio por 10 dias , se não publicar e provar e permitir resposta então a montanha pariu um rato , aguardo com honestidade e educação uma boa discussão .

Prof. Adinalzir disse...

Caro 1143
Que pena que você é um número!

Confesso que ao escolher a imagem, nem me dei conta de que o Salazar estava no meio delas. Observo também agora que nem o maior ditador brasileiro Getúlio Vargas está ali.
Quanto ao texto, a minha intenção foi somente pregar o fim das tiranias no mundo, de uma forma ampla, geral e irrestrita. Até em função dos acontecimentos atuais.

Para mim, independentemente de ter sido amado ou odiado pelo povo, Salazar foi um ditador por causa da sua longevidade no poder. Assim como foi também o nosso tão amado e também odiado Getúlio Vargas, aqui no Brasil.
Quanto a uma comparação. Acesse o link: http://www.45graus.com.br/salazar-uma-biografia-politica-analisa-trajetoria-do-ditador-portugues,geral,77827.html
Espero que a montanha tenha parido um rato, rsrs. E que nós não estejamos em guerra.
Abraços e muito obrigado pela visita! :-)

1143 disse...

Caro Adinalzir , primeiro não tem de ter pena por eu ser um número , afinal todos nós somos um número de algum modo , se não fosse os números não haveria por exemplo matemática a ciência seria difícil de explicar sem números , sobre o número em causa acho estranho que num sítio que se diz educativo e quer ensinar historia o número 1143 não lhe diga nada , 1143 não é apenas um número , mas não é sobre os ditos cujos que pretendo escrever , sobre Salazar, o link que deixou é apenas palha , esperava muito mais de alguém que sabe que o pai da nação portuguesa foi um tirano , ditadura não é forçosamente uma tirania , Salazar nada tinha de tirano , e deixe-me dizer-lhe que a montanha afinal nem um rato pariu , sobre a obra do link por acaso recomendo a sua leitura para conhecer melhor Salazar ,no fim vai ver que tem outra opinião . Em guerra ? uma discussão não quer dizer que seja uma guerra , pode ser uma troca de ideias que é o que fizemos aqui .
Como parece que todos lhe mandam abraços , mando daqui também de Portugal um para o senhor .

Prof. Adinalzir disse...

Prezado 1143
Tudo que eu tinha que responder, já fiz na mensagem anterior. Agora é só você refletir.
Meu objetivo aqui é escrever o que penso e o que sei. Nunca com a intenção de ferir ou ofender alguém. Mas, pelo que observo parece que você ficou irritado. Acho que você precisa relaxar...
Quanto a receber abraços de todos, para mim é uma honra. É sinal que o meu blog é um sucesso. Veja só o número de seguidores que cresce a cada dia.
Quanto a ser uma montanha e parir um rato. Já deu para perceber que aqui a verdadeira montanha é você. Mas, se ainda estiver em guerra. Te peço agora um cessar fogo.
Com um abraço aqui do Brasil! :-)

1143 disse...

quando digo a montanha não me refiro ao senhor , a montanha pariu um rato é uma expressão portuguesa com um significado próprio e não tem mal nem bem directo para si ou para mim .O senhor mede o sucesso pelos números que o seguem ? irónico ,não? já viu quantos seguidores tiveram alguns desses que tem na foto?não existe nenhuma guerra .à partida não voltarei a comentar mas darei uma vista de olhos por aqui .
abraço.

Prof. Adinalzir disse...

Valeu 1143!
Ficarei sempre grato com sua visita. E sem ressentimentos de minha parte.
Um grande abraço! :-)

BlogBlogs.Com.Br