15.2.11

Experiências de Darwin

.
"Eu agradeço a Deus, jamais visitarei novamente um país escravocrata". De acordo com as anotações de Charles Darwin no diário do navio H. M. S. Beagle, não foi só a variedade de espécies, que o impressionou em sua passagem pelo Brasil, em 1832. Desde o primeiro dia em que pisou em Salvador, o naturalista inglês mostrou-se revoltado com o tratamento que era dado aos escravos.

Justamente nessa época, o governo britânico lutava para fazer os brasileiros respeitarem o Tratado de 1830, que impedia o tráfico negreiro. Mas, ao menos para Darwin, os esforços não pareciam suficientes. Ele viu de perto as atrocidades causadas pela escravidão, como o afogamento de escravos ilegais para evitar os custos do retorno à África.

Mas Darwin também teve experiências positivas na sua passagem por aqui. Ele conta no diário que fora rodeado por um grupo de negros em uma excursão na periferia de Salvador. Segundo ele, todos eram muito educados, e nenhuma duquesa "se inclinaria diante dele de forma tão cortesã e digna como aquelas mulheres negras".

No dia 3 de abril de 1832, o Beagle aportou no Rio de Janeiro, onde Darwin passou cerca de quatro meses, realizando pesquisas e coletando espécies, antes de continuar a sua viagem pelo mundo. As descobertas que fez durante os quase cinco anos que passou a bordo do Beagle resultaram na publicação da Teoria da Evolução no livro "A origem das espécies", em 1859.
.

10 comentários:

Priscila disse...

Oi, professor
Gostei muito, tem muita coisa interessante no seu blog.
Bjos, Sua aluna Priscila

José Lima Dias Júnior disse...

Olá, Professor!

Darwin foi acima de tudo um homem preocupado com seu tempo. Sensível as questões sociais, abominava a escravidão e era contrário a qualquer tratamento impetuoso contra o ser humano.

Namastê!

Prof. Adinalzir disse...

Valeu, Priscila!
Adorei a sua visita. Volte sempre!
Beijos, :)

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Prof. José Lima Dias Júnior
Fico sempre muito grato com sua visita e valioso comentário.
Um grande abraço!

Valdeir Almeida disse...

A partir daí se vê que a figura de Darwin ia além das questões da Biologia. Ele também se preocupava com questões que afligiam a sociedade.

Abraços, professor.

lucidreira disse...

Temos que aplaudir suas publicações, são de um teor de qualidade inigualável. O Prof. tem tudo para ter uma posião que possa ingrandecer e ter um destaque na blogosfera.
Abraço

LEANDRO disse...

Olá, professor Adinalzir,

A escravidão foi uma vergonha para o Brasil, e deve ser sempre lembrada como tal, pois mesmo Darwin lançou mão da biologia como mostra o texto para defender a liberdade.

Abraços,

Leandro

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro, Valdeir Almeida
Perfeitamente, a História registra que Charles Darwin foi também uma pessoa muito preocupada com as grandes questões sociais.
Abraços e muito obrigado pela visita!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Lucidreira
Fico sempre muito grato com sua visita e comentário.
Um grande abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Leandro
Realmente, a escravidão para ser vencida precisou de muitos arautos da liberdade, e Darwin foi um deles.
Abraços e valeu pela visita!

BlogBlogs.Com.Br