9.1.11

Uma doce soberania

.
Livro "Banguês, engenhos centrais e usinas" de Roberta Barros Meira, mostra o crescimento da participação de São Paulo na produção de açúcar.

O Estado de São Paulo se tornou o maior produtor de açúcar do Brasil por, entre outras razões, ter investido num caráter nacional para modernizar o processo de transformação da cana-de-açúcar.

Esse é um dos argumentos de "Banguês, engenhos centrais e usinas: o desenvolvimento da economia açucareira em São Paulo e a sua correlação com as políticas estatais (1875-1941)".


Segundo a Fapesp, que apoiou o livro, São Paulo é responsável por mais de 60% do açúcar produzido no país hoje em dia. Mas no início do século XX, esse número não passava de 8%.


Segundo Roberta, doutoranda em História Econômica pela Universidade de São Paulo, essa modernização ocorreu também no Nordeste. Mas, diferentemente de São Paulo, cujos engenhos foram montados principalmente por empreendimentos nacionais, lá houve maior participação de empresas estrangeiras, que trouxeram maquinário já defasado, visando apenas a lucros imediatos.

De acordo com a Fapesp, o livro fala ainda sobre como a indústria de São Paulo cresceu com o fortalecimento do mercado interno, e como os paulistas optaram por uma mão-de-obra que já estava sendo amplamente usada no café: o imigrante. A obra aborda ainda a transformação da produção, dos banguês aos engenhos centrais, às usinas, e utilizando o auxílio governamental do primeiro governo Vargas.


Fonte: Revista de História da Biblioteca Nacional

.

23 comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Essa postagem tem o objetivo de prestigiar a autora Roberta Barros Meira e o meu grande mestre na UFF/Niterói, Prof. Luciano Figueiredo, também editor da Revista de História da Biblioteca Nacional.

G.D. News disse...

Parabéns por seu trabalho e por seu blog, está muito bem organizado e muito bonito, sem falar no excepcional conteúdo que dispõe.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog! Bela iniciativa!

Blog da Fofa disse...

Oi Professor. Fiquei com vontade de ler o livro... vou comprar. Sério mesmo. Parabéns a Roberta e ao Luciano. Bjo meu amigo

Prof. Adinalzir disse...

Prezado G.D. News
Muito me honra a sua visita e comentário. Agradeço também por me seguir. Abraços! :)

Prof. Adinalzir disse...

Valeu, Anônimo!
Muito obrigado pela visita.
Abraços!

Prof. Adinalzir disse...

Ao Blog da Fofa
Olá, Carolina!
Valeu pela visita e comentário. Pode comprar o livro que você não vai se arrepender.
Beijos e volte sempre!

LEANDRO disse...

Oi professor Adinalzir,
Muito tri a postagem, principalmente a parte que aborda o crescimento da indústria nacional, pois essa parte da história é deverás importante para exclarecer os estagios do desenvolvimento industrial em nossa nação!Ah vou procurar o livro para lêr na integra, pois com certeza é um admirável trabalho.
Até mais,
Leandro CHH

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Leandro
Realmente esse livro merece ser lido, com toda certeza. Agradeço sua visita e comentário. Valeu!

José Lima Dias Júnior disse...

Olá Professor Adinalzir!

Parabéns pela postagem, a matéria nos ajuda a compreender melhor o papel que São Paulo exerceu, e, ainda, continua exercendo no desenvolvimento industrial do País.

Abraços!

História além dos livros disse...

http://artigosdehistoria.blogspot.com


mto bom! é a melhor revsita de história que já vi, li e colecionei!

lucidreira disse...

Como sempre o Sr. Prof. coloca a sua justa homenagem as pessoas que se dedicam em expandir qualquer assunto sobre a História e seus viés.
Ps: Estive fora da mídia por problemas com acesso a internet, pois ainda sofremos com o incidente (incêndio) que acometeu a central de transmissão de dados da Oi Velox em Salvador Ba.no mês passado. Espero que compreendam.
Abraço

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Prof. José Lima Dias Júnior
Perfeitamente, e esse é também um dos objetivos do livro.
Mais uma vez, agradeço de coração a sua visita. Um grande abraço!

Prof. Adinalzir disse...

Ao História além dos livros
Meu caro Eliphas Rodrigues
É isso aí! Eu também sou um fanático colecionador dessa revista e também não perco um exemplar.
Muito obrigado pela visita!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Lucidreira
É isso aí, por mim são bem vindos neste espaço todos os historiadores e pessoas interessadas na História.
Quanto ao seu problema de acesso, eu entendo perfeitamente. Com relação a mim, também estou tendo problemas com computador e outras coisas mais. Mas nada que me impeça de continuar. Me aguarde que estarei lá nos seus blogs.
Um grande abraço!

Victor Faria disse...

Olá, professor!
Parabéns por mais este excelente post sobre a nossa história!
Abraço!

Marcelo Moacir disse...

Muito bom ter acesso as informações que não tinha quando cursava o 2º grau. O ensino, principalmente o de história, precisa ser revisto. Não dá mais pra ficar na mesma. Peguei uns livros dos meus sobrinhos e eles estudam a mesma coisa que eu estudei, que minha mãe estudou e creio que minha vó também. Nada, ou quase nada é atualizado.
Continue o trabalho. Sou amarradão em história, adoro discutir assuntos relativos. Já virei seu fã.
Valeu!!

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Victor Faria
Só tenho a agradecer mais uma vez pela sua visita e comentário.
Um grande abraço e muito obrigado!

Prof. Adinalzir disse...

Meu caro Marcelo Moacir
Você está corretíssimo, o ensino de História precisa mesmo ser revisto. É preciso sair do didatismo partindo para uma história local que esteja mais perto de nós, e onde todas as pessoas sejam também heróis.
Muito grato pela visita!

Ministério da saúde disse...

Olá Blogueiro,

As enchentes fizeram centenas de vítimas nos últimos dias. Para impedir que a situação se agrave é preciso que os sobreviventes saibam como lidar com esta realidade e tomar as medidas de prevenção necessárias para evitar doenças graves. E você, blogueiro, pode ser nosso parceiro nessa divulgação e nos ajudar a salvar vidas. Caso queira participar desta ação, entre em contato com o comunicacao@saude.gov.br que enviaremos o material necessário.

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Ministério da Saúde
Fico grato pela visita. Entrarei em contato com vocês para que eu possa participar.
Um grande abraço!

Luiz Reginaldo Silva disse...

Parabéns pelo texto prof. Adinalzir.
É de fundamental importância sabermos um pouco o contexto açucareiro brasileiro em épocas passadas para relacionarmos com o presente.

Continue sempre assim

Abraços.

Luiz Reginaldo

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Luiz Reginaldo Silva
Fico muito grato pelo seu comentário. Agradeço pela visita.
Abraços!

BlogBlogs.Com.Br