27.2.10

E viva o Rio de Janeiro!

.
No dia 1° de março, existe um motivo muito especial para se redescobrir as muitas geografias da urbe carioca. Comemora-se o aniversário da Mui Leal e Heróica Cidade de São Sebastião do Estado do Rio de Janeiro que, aos 445 anos, é memória e modernidade, com suas igrejas, centros culturais, sobradinhos e arranha-céus dispostos lado a lado.

Segundo o professor do Departamento de Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), João Baptista Ferreira de Mello, a cidade seduz por sua beleza natural e arquitetônica, mas não só. O carioca é nascido em um templo sacro que reúne bairros suntuosos à periferia espontânea e pulsante.

"O Rio é símbolo de fé, de hospitalidade e de benção que a todos abraça. Trata-se de uma cidade dos cruzamentos, onde convivem segmentos de alta e de baixa renda. Condomínios, favelas e periferias são habitadas por um povo extremamente criativo, que faz comércio em seus próprios lares, construindo creches, biroscas, restaurantes e coiffeurs. Uma criatividade que se expande do "gato-velox" ou "cat-net" às "garotas da laje". O jurídico e a academia podem até discordar. Mas do ponto de vista da população que lá reside, errado é fazer juízo de valor", diz Mello, que também é coordenador do Projeto de Extensão Roteiros Geográficos do Rio, da UERJ.

Para o professor, que há oito anos está à frente de expedições geográficas pela cidade, o Rio de Janeiro é um livro aberto a ser traduzido, fonte de informação e (re) conhecimento de um povo.

"Com a oferta de excursões didáticas, gratuitas e a pé, pretendemos contribuir para a construção da autoestima do carioca, elucidando ou simplesmente apontando cenários relevantes da geografia do Rio, seja a porta de uma igreja, seja o calçamento diferenciado das ruas, seja a diversidade da arborização. Destacamos, assim, as permanências e metamorfoses ocorridas na urbe carioca, os símbolos e suas diversas expressões", conclui Mello.

Curiosidades sobre a Fundação da Cidade Maravilhosa

• O europeu que enfim desbravou a Guanabara não era lusitano, mas francês. Coube a Villegagnon o posto de primeiro a tentar povoar aquelas terras, fundando "Henri Ville", a capital da França-Antártica, em 1555. Esta, porém, não vingou: forças luso-brasileiras-temiminós lideradas pelo governador-geral do Brasil, Mem de Sá (1500-1572), destruíram-na em 1560. Mas não completamente. Ficou para o sobrinho de Mem de Sá a tarefa de ocupar de vez o lugar. Estácio de Sá (1520-1567) e sua tropa chegaram para expulsar os inimigos em 1º de março de 1565. Eis a data oficial de fundação da Mui Leal e Heróica Cidade de São Sebastião do Estado do Rio de Janeiro, no sopé do Morro Cara de Cão, atual bairro da Urca.

• Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Originário de Narbonne e cidadão de Milão, o soldado foi morto transpassado por uma lança, tornando-se mártir e santo cristão. Com a fundação da cidade, em 1565, os portugueses nomearam-na de Mui Leal e Heróica Cidade de São Sebastião do Estado do Rio de Janeiro, em homenagem ao mártir, suplicando-lhe que ficassem livres das flechas indígenas.

Clique aqui e confira mais curiosidades sobre ruas, bairros, monumentos, centros culturais e outros locais que fazem parte da história da cidade do Rio de Janeiro. As informações são do blog Curiosidades Cariocas, mantido pelo escritor e consultor Carlos Henrique Brack.
.

10 comentários:

lucidreira disse...

Parabeniso ao prf. e a cidade do Rio de janeiro pelo seu 445º aniversário, e continue em segundo lugar como a cidade maravilhosa, só perdendo para a minha cidade Salvador Bahia.
Risadas...

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Lucidreira

Para nós, é uma honra fazer parte das duas mais históricas cidades deste país. Com toda certeza.

Muito obrigado pela visita!

Carolina disse...

A nossa cidade merece! Valeu prof!

Abraços,

Prof. Adinalzir disse...

É isso aí, Carolina! Muito obrigado pela visita.

Abraços, :-)

Valdeir Almeida disse...

Dizer que o Rio de Janeiro é uma cidade maravilhosa, não é um clichê. Ela de fato, encanta.

Parabéns pela aniversário.

P.S: A Geografia do Rio também é encantadora.

Abraços, professor.

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Valdeir

Agradeço de coração a sua visita e comentários. A graça e a beleza da Bahia também encanta a todos nós.

Obs: Deixei também um comentário lá no Ponderantes.

Abraços, :-)

Cláudio Roberto de Souza disse...

As fotos estão excelentes, muito bem escolhidas. Eu tenho umas fotos do Zepellin quando passou aqui pelo Recife e pela minha cidade, Timbaúba, que fica na zona da mata norte do estado, já na fronteira com a Paraíba. Vou procurar e mandar para você, prezado professor. Abraços.

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Cláudio Roberto

Fico muito grato pelos comentários. Quanto as fotos do Zepellin, para mim serão de grande utilidade. Quando puder me envie.

Valeu pela visita!

BARÃO JUNIOR disse...

parabens, professor...
seu blog está cada vez melhor..
um abraço
barão junior
itapetininga sp
baraoitape@hotmail.com

Prof. Adinalzir disse...

Caro Barão Junior

Estamos aí. Agradeço os elogios e muito obrigado pela visita.

Abraços! :-)

BlogBlogs.Com.Br