27.9.09

Quero voltar a confiar

.
Fui criado com princípios morais comuns: quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto. Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades… Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade…

Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror… Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão. Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos.


Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto… Anistia para corruptos e sonegadores… O que aconteceu conosco? Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano. Celulares nas mochilas de crianças.

O que vais querer em troca de um abraço? A diversão vale mais que um diploma. Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser… Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo? Quero arrancar as grades daminha janela para poder tocar as flores! Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho.

Quero a vergonha na cara e a solidariedade. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Quero calar a boca de quem diz: "temos que estar ao nível de…", ao falar de uma pessoa. Abaixo o "TER", viva o "SER" e definitivamente bela, como cada amanhecer. E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como o céu de primavera, leve como a brisa da manhã! Quero ter de volta o meu mundo simples e comum.

Vamos voltar a ser "gente" onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases. A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito... Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas. Utopia? Quem sabe?... Precisamos tentar… Quem sabe começando a encaminhar ou transmitindo essa mensagem… Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!

Arnaldo Jabor

COMENTÁRIO: Assim como diz o texto de Arnaldo Jabor, eu quero voltar a confiar, a acreditar ... Realmente, o ser humano está cada vez mais perdendo a sua essência. Enquanto o mundo está na corrida para se modernizar, as coisas mais belas e simples estão sendo deixadas de lado. Cabe a nós tentarmos recuperar o que há de bom através da História e da Educação, para ver se assim, quem sabe, o futuro do nosso país e quem sabe do mundo seja melhor. Não custa nada tentar!
.

18 comentários:

GiGi disse...

Ai, Adinalzir...

Sinto o coração apertado em me deparar com esta realidade.

Quando eu era estudante universitária, eu queria ser diferente. Com minha mente ainda criança, queria tratar os pacientes como iguais; queria enxergar as pessoas do outro sexo como também frágeis e dotadas de sentimentos, renegando esta arrogância e cisma por "independência" adquirida pelo sexo feminino; queria vestir-me com simplicidade; queria ser respeitada mesmo estando fora dos padrões estéticos; queria que as pessoas compreendessem meu jeito mais introvertido e adolescente de ser.

Mas... Atualmente, decidi encaixar-me aos padrões, caso contrário nunca me adaptaria a lugar algum e sofreria sempre. A realidade é esta, eu não posso mudar, apenas adaptar.

No entanto, acredito piamente que o "fazer a diferença", hoje, é tratar as pessoas com respeito, sem invadir seu espaço, prezando sempre pela boa educação e, quando muito, pelo companheirismo. De maneira geral, respeitar os meus e os limites alheios. E continuar a perseguir os meus sonhos, sempre.

Em complemento a este post, em meu blog relatei um pouco sobre a maior festa universitária do país, acredito que vale a pena dar uma olhadinha!

Beijos

Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda disse...

Olá! Adinalzir! Excelente post para refletir numa tarde de domingo. No momento, em meio a digitação de várias provas, uma leitura de um artigo do Jabour só mesmo vindo de um blog de professor comprometido com a educação. Não me canso de ler e pensar que cabe a cada um nós contribuir um pouquinho para que o mundo possa ser cada dia melhor. Precisamos acreditar que isso é possível.

Vou postá-la lá no alfabetização em foco. Valeu professor.

Bjus...

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Gigi!

Concordo plenamente com você. O importante é a gente fazer a nossa parte, se adaptando. E não deixar que o sofrimento elimine o que temos de mais importante: a nossa capacidade de sonhar.

Quanto ao post no seu blog, irei lá dar uma olhadinha, com certeza.

Beijos e obrigado pela visita! :-)

Prof. Adinalzir disse...

Prezadas Lenira, Deolinda, Claudiane, Vanda!

O importante é não deixar a chama apagar. Eu ainda acredito que a grande esperança é a Educação, com cada um fazendo a sua parte com consciência. E é aí que nós somos importantes.

Beijos e muito obrigado pela visita! :-)

Fátima Campilho disse...

Oi, Aldinazir!
Eu também quero, mas está tão difícil.
Tirei as grades da minha janela há um mês, mesmo sob protestos de uma vizinha que teimava em me colocar medo. Agora, vejo os passarinhos no jasmineiro cheiroso e até um beija-flor entrou na minha cozinha!
Vou também compartilhar este texto.
Abraços

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Fátima Campilho!

Agradeço a sua visita. Quanto ao texto faça um bom uso dele e continue sempre acreditando. Não desista nunca.

Abraços, :-)

Franz disse...

Oi, amigo Aldinazir. Indiquei teu blog para o selo Blog Dorado. Passe lá para pegar, mas so' amanhã. Franz

Argentino Neto disse...

Amigo Adinalzir. Saudades do Nosso Brasil... Saudades daquele sonho Brasil...

Muito Grato pela garimpada e pela postagem.

Muito Grato.

Giovana ou GiGi :-)) disse...

Adinalzir!

Sumido... rs

Passe-me seu e-mail para eu convidá-lo a participar do meu novo blog, por favor.

Envie para encantoversos@gmail.com ou deixe como comentário ao Sons, ok?

Beijos!

Prof. Adinalzir disse...

Caro Franz!

Valeu, meu amigo! Irei passar lá no Blog Dourado. Fico muito honrado pela indicação.

Abraços, aqui deste Rio de Janeiro com ares de inverno em plena primavera!

Prof. Adinalzir disse...

Caro amigo Argentino Neto!

São saudades de um Brasil que não volta mais... Só nos resta sonhar e que esses sonhos se tornem realidade.

Muito obrigado visita e os comentários e volte sempre!

Abraços, :-)

Prof. Adinalzir disse...

Oi, minha amiga Gigi!

Realmente, eu ando um pouco sumido...

São tantas emoções: um dia inteiro com falta de luz, problemas no computador, muito trabalho na escola, etc, etc... Rsss...

Estarei enviando um e-mail para você e deixarei um comentário lá no Sons.

Beijos, :-D

Priscila Conte disse...

Olá Adinalzir! É com grande alegria que gostaria que você conhecesse o DVD Educação Especial que escrevi o roteiro (bem como pesquisei o conteúdo, falei com especialistas, etc.) e ajudasse a divulgar o material, que é de grande importância para toda a sociedade. Está lá no meu blog, www.priscilaconte.blogspot.com
Obrigada mais uma vez pela parceria!
Priscila

História e Debate disse...

Professor, parabéns pelo blog e pelas excelentes postagens. Ficaria muito contente em tê-lo como visitador do meu blog. É também voltado para area de história.
http://historiaedebate.blogspot.com/

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Priscila Conte!

Meus parabéns pelo belo trabalho com o DVD. Pode contar comigo com a parceria e divulgação.

Abraços, :-)

Prof. Adinalzir disse...

Oi, História e Debate!

Muito em breve estarei visitando o seu blog. Agradeço a sua visita e os comentários. Valeu!

Abraços, :-)

Maldonado disse...

Este texto de Arnaldo Jabor é bastante profundo e dá que pensar, aliás, como todos os textos desse autor. :)

Prof. Adinalzir disse...

Caro Maldonado

Que bom saber que você gosta dos textos do Jabor. Quando quiser, acesse dois links interessantes que eu encontrei sobre ele:
http://www.paralerepensar.com.br/a_jabor.htm
http://www.arnaldojabor.blogger.com.br/

Valeu pela visita e os comentários!

Abraços, :-)

BlogBlogs.Com.Br