29.7.09

Um destino para a prisão da Ilha Grande no Rio de Janeiro

.
Desativada em 1994, a instituição foi transformada no Museu do Cárcere, que ocupa as quatro salas remanescentes da antiga Colônia Penal Cândido Mendes, em parte demolida.

Saiba mais no link abaixo:

http://www2.uol.com.br/historiaviva/noticias/um_destino_para_a_prisao_de_ilha_grande.html
.

6 comentários:

GiGi disse...

Interessante este projeto! Acredito que o Brasil, após anos de sepultamento do incentivo à própria cultura, apresenta-se em constante evolução em relação à mesma, o que é muito importante.

O povo brasileiro necessita revalorizar sua história, reconhecer sua cultura e, assim, dispensar maior atenção ao país.

Carol disse...

É isso aí, professor
Estou aprendendo muito no seu blog. Valeu! Beijos

Tathiana disse...

Oi professor
Justo no dia em que acabei de ler o livro Memórias do Carcere de Graciliano Ramos, leio essa reportagem no seu blog!! O livro conta a passagem do autor por lá e todos o sofrimento pelo qual ele passou ao ser preso sem nenhuma acusaçao formal.
Abraços!!

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Gigi

Também acho que aos poucos estamos evoluindo. Mas para isso acontecer é preciso de parte dos políticos mais ética na política e mais investimento em educação. E que esse discurso saia das palavras para a prática sempre, mesmo que mudem os governos. Ai o povo será capaz de entender e valorizar a sua própria história. Quem sabe?

Beijos!

Prof. Adinalzir disse...

Carol, Carolzinha

Seja bem vinda sempre neste espaço! A busca do conhecimento é um dom divino para todos nós. Beijos!

Prof. Adinalzir disse...

Oi, Tathiana

Eu nunca li o livro Memórias do Cárcere, mas cheguei a ver o filme e gostei muito. Acho que o Museu do Cárcere só vem complementar ainda mais, tudo aquilo que se produziu de importante na obra de Graciliano Ramos.

Abraços e volte sempre!

BlogBlogs.Com.Br