22.12.08

E o João se foi


Aqui do Rio de Janeiro, do outro lado da “poça”, não poderia deixar de registrar com muito pesar, o falecimento do meu amigo professor de História João Batista de Andrade, cuja morte ocorrida no dia 09/12/2008 deixou órfãos todos aqueles que com ele conviveram. Principalmente os que residem na cidade de Niterói, que ficou de luto.

Tive a oportunidade de conviver com o João, durante as aulas do curso de pós-graduação em História do Brasil na UFF no período de 2003 a 2004 e também nos inúmeros contatos que tínhamos através da internet. Conviver com sua inquietude, seu espirito brincalhão, sua irreverência juvenil, seu constante desconforto em relação aos mais humildes e seu despojamento material, foi para mim um grande prazer. São pessoas como ele que nos trazem com sua presença uma sensação de pureza. O João foi para mim, aquele brincalhão sério que com sua simplicidade, sempre  nos divertiu e provocou a nossa consciência.

Infelizmente a cidade de Niterói ficou mais triste. Meu querido João, descanse em Paz. Um grande abraço para você e todos os seus amigos!

Obs: “Poça”. Era assim que o João se referia a todos os seus colegas de curso que moravam do outro lado da baía de Guanabara.

Nos versos abaixo deixo aqui a minha homenagem ao João:

"Há homens que lutam um dia, e são bons;
Há outros que lutam um ano, e são melhores;
Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;
Porém há os que lutam toda a vida:
Estes são imprescindíveis"

Bertold Brecht

Quer saber mais sobre o carisma do João acesse:

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br